Agromais

Presidente da Embrapa aborda futuro da agricultura sustentável brasileira

Brasil é provedor de alimentos para o mundo mas ainda tem muito o que melhorar em sua conectividade

AgroMais 11/10/2021 • 13:07
Agricultura familiar
Agricultura familiar
Reprodução/Internet

Nos últimos 48 anos, o Brasil saiu de a condição de importador de alimentos para se tornar um grande provedor mundial - muito graças a tecnologias da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Para debater o desenvolvimento da agricultura sustentável no país e discutir as perspectivas para o futuro, o presidente da Empresa, Celso Moretti, participou de uma audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), no Senado, na última quinta-feira (7).

Com a visão sobre a necessidade de fortalecer a produção  sustentável, a audiência também abordou o avanço da descarbonização da agricultura e a importância do reconhecimento do mundo rural na preservação do meio ambiente.

O presidente da Embrapa ressaltou que é possível ter, ao mesmo tempo, uma agricultura competitiva e sustentável. Além disso, ele apontou algumas tecnologias já aplicadas, ou em desenvolvimento pela Embrapa e parceiros, que contribuem para uma agropecuária de baixa emissão de carbono.

Na conversa, o senador Acir Gurgacz destacou a tecnologia e o fato de que é preciso avançar nos temas que interessam a todo o Brasil, como a regularização fundiária.

A conectividade no campo também foi assunto da audiência. Segundo dados do IBGE, 72% das propriedades rurais do país ainda estão off-line, ou seja, 3,6 milhões de imóveis estão sem qualquer conexão com a Internet. Isso faz com que muitas tecnologias desenvolvidas pela empresa não possam ser utilizadas no campo. Apesar das dificuldades, Moretti ressaltou que o agronegócio brasileiro está preparado para avançar e está conectado à necessidade de descarbonização e redução da emissão de gases do efeito estufa.

  • Agronegócio
  • Agricultura Sustentável
  • Agricultura
  • Presidente
  • Embrapa