Agromais

Custo de produção do café arábica aumenta cada vez mais por causa das mudanças climáticas

Segundo a Conab, a expectativa é de que a safra 2021/2022 diminua 25%

AgroMais 22/10/2021 • 19:44
MG é o primeiro produtor no Brasil de café arábica
MG é o primeiro produtor no Brasil de café arábica
Divulgação Internet

O café arábica vem sendo premiado e reconhecido no exterior pelo seu sabor diferenciado, mas, na mesma proporção que a produtividade vem aumentando, o custo de produção também segue a curva ascendente ao longo dos meses, e a tendência é que continue neste ritmo.

Esta perspectiva é justificada pelas mudanças climáticas, com a seca, que castigou a safra colhida - e a de 2021/2022 de alguns estados, assim como a geada, a qual foi a maior dos últimos 27 anos. A partir de janeiro, a expectativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é de que a produção da safra 2021/2022 diminua 25% em relação à anterior.

Apesar dos desafios que os produtores enfrentam no campo, as exportações brasileiras seguem em alta, já que são motivadas pela taxa de câmbio do real em relação ao dólar e pela alta dos preços pagos no mercado externo. Vale lembrar que cerca de 70% de toda produção nacional é vendida para outros países.

  • Agronegócio
  • Produção
  • Café Arábica
  • Mudanças Climáticas
  • Conab